Quero começar falando sobre como comecei a empreender. Eu trabalhei mais de 17 anos no mundo corporativo em empresa nacionais e multinacionais. Sempre dei muito resultado em todas as empresas por onde passei, sempre amei trabalhar e sou fascinada por resultados, gosto de ver as coisas acontecendo, e saber que contribuo com isso.

Mas chegou um momento que eu estava cansada e muito infeliz com a vida que eu estava levando, sem tempo para minha família e nem mesmo para mim, percebi que aquela correria desfreada não valia a pena, pois eu não tinha tempo nem mesmo para gastar o dinheiro que eu recebia. Então decide parar, mudar radicalmente a minha vida. A  única coisa que eu sabia é que, eu não queria aquela vida, queria cuidar dos meus filhos, deixar memórias, valores  neles (João Lucas e Júlia)  e isso eu não conseguiria se continuasse na empresa que estava, num cargo de liderança com uma equipe de 40 pessoas. Existe valores que eu não negocio, um deles é a paz; então resolvi sair, fiquei 2 anos em casa, cuidando da minha família, lendo, escrevendo e observando o mercado feminino. E sem ter a menor ideia do que eu poderia fazer ou que caminho tomar, eu me permitir parar.

Em 2017 me vi empreendendo, aconteceu sem que eu parasse para pensar:  agora eu quero “vou” empreender. Eu só sei que eu me vi produzindo, aos poucos meus materiais de trabalho surgindo, as pessoas chegando para comprar os meus serviços e depois descobrir que era empreendedora. rsrsrs. Não planejei isso, simplesmente aconteceu. E todos os dias eu acordo decidida a empreender e cuidar da minha família, não é fácil, mas é possível.

Estou muito feliz de poder continuar dando resultado, agora não mais pra uma equipe, e sim para pessoas individualmente. Isso é fantástico e amo poder colaborar com a vida das pessoas, e conduzir a alta performance, a seus sonhos e objetivos.

Agora vamos falar sobre o que é Empreendedorismo.

significa empreender, resolver um problema ou situação. De forma a agregar valor, saber identificar oportunidades e transformá-las em um negócio lucrativo.

Características de um empreendedor

É um indivíduo que não espera as coisas acontecerem, é uma pessoa pró-ativa, faz as coisas acontecerem. Um empreendedor está altamente motivado, tem boas ideias e sabe como implementá-las de forma a alcançar os seus objetivos.

Você acha que é uma empreendedora?

Eu agora sou! tenho a honra de trabalhar em casa e contribuir com dignidade dos meus filhos, ser feliz ao lado deles e ainda fazendo o que amo, contribuindo com a vida das pessoas.

Como apoiar uma mãe empreendedora?

Que a jornada empreendedora é árdua e cheia de desafios, não é novidade. Mas, quando se é mãe, essa jornada se torna ainda mais complexa, porque envolve uma série de questões importantíssimas que disputam a atenção e a dedicação da mulher: gestão do tempo, preocupações com a casa, com a roupa dos filhos, com a reunião da escola… e é por isso que ser mãe e empreender é uma decisão que precisa de apoio: do parceiro, dos amigos e da sociedade como um todo.

Uma pesquisa realizada pelo Datafolha em julho deste ano mostrou que caiu para 7% a quantidade de mulheres que se declara “dona de casa”. Em 1993, essa parcela era de 19%. Hoje em dia, cada vez mais as mulheres abraçam outras tarefas além da casa e dividem o tempo com os caminhos do empreendedorismo, exercendo essa jornada por diferentes motivos: busca de independência financeira, vontade de socializar e conhecer novas pessoas, contribuir financeiramente com as contas da casa, entre outros. Quando tudo isso faz parte da vida de uma mãe, um dos principais objetivos é conseguir trabalhar em casa para ter mais tempo com os filhos.

De que forma podemos ajudar?

De acordo com um levantamento realizado pelo Sebrae em 2017, em pouco mais de uma década, cresceu 16% o número de mulheres donas de negócios no Brasil. Para sustentar essa demanda, elas precisam, principalmente, de uma rede de apoio efetiva e comprometida e todos nós, de alguma forma, podemos fazer parte disso.

  1. Inclusão

Sempre que você oferecer um evento ou fazer com convite para um compromisso a uma mãe, pense que o local precisa ser acessível para que ela possa ir com os filhos, se for necessário.

  • Compre!

Se tiver essa possibilidade, compre os produtos ou serviços de uma mãe. Dê preferência a elas na hora de adquirir ou decidir uma compra.

  • Indique!

4. Depois de comprar, indique o trabalho da mãe. Mostre para seus amigos e familiares, faça um post nas redes sociais e, caso não possa, no momento, comprar o que ela vende, ajude compartilhando com outras pessoas e auxiliando na divulgação.

  • Coloque-se à disposição.

Quando tiver uma brecha na agenda e a possibilidade de ajudar uma mãe, pergunte como pode fazer. Talvez uma tarde de companhia para ouvi-la ou um dia olhando por seus filhos para que ela possa dar conta de compromissos externos seja tudo que ela precisa no momento!

O resultado deste apoio é a contribuição com uma realidade em que mais mulheres mães consigam gerar renda, empreender com qualidade no mercado de trabalho e, claro, ter realização profissional!

Ser uma empreendedora também é um grande desafio, pois é trabalhoso conquistar seu espaço no mercado e cativar mais clientes. Ser mãe empreendedora talvez seja um dos maiores desafios dessa vida, ainda mais desafiador quando a mamãe desempenha criação solo.

Para ajudar as guerreiras maravilhosas, confira a lista de 5 dicas de como obter o sucesso sem descuidar dos seus filhos.

5 dicas para mães empreendedoras.

1 – Busque conhecimento, leitura, treinamentos, invista em você. Faça o seu melhor, utilizando exatamente o que tem.

2 – Aceite ajuda e delegue funções.

3 – Foque no que for positivo e produtivo.

4 – Crie uma agenda personalizada. Administre bem o seu tempo.

5 – Não tenha medo de errar, e se for preciso recomece quantas vezes forem necessárias. Só não pode parar. Vamos Coragem!

Grande abraço e se precisar de mais dicas, estou a disposição.

Nos vemos nas minhas redes sociais.

Instagran: cristianafrancaa. Te espero lá.

Cristiana Franca – Alta Performance Feminina.